Pedofilia No Facebook E O IP Do Seu PC

Pois é, a internet nunca deixa de me surpreender. Sempre que eu acho que já vi de tudo, aparece alguma coisa nova só pra me contrariar.

Mais ou menos o que acontece com os físicos.

Dessa vez foi mais um caso de pedofilia no facebook. Mas não alguém querendo pegar uma garotinha inocente (às vezes nem tanto, mas vou generalizar), e sim uma pagina no facebook de alguém postando… Bem, fotos de garotinhas fazendo coisas que não deveriam.

Você leu direito sim, uma página do facebook, dessas que qualquer um pode criar, e curiosamente denominada HatePedo (onde “hate” seria “ódio” em inglês e “pedo” uma abreviatura para “pedofilia”).

Sério, quero saber o que uma pessoa dessas tem na cabeça. Psicólogos, digam aí o que diabos se passa na cabeça deles (nem me arrisco a dizer, já que não sou um nem me vejo com conhecimentos para arriscar algum palpite), enquanto eu aqui falo um pouco mais sobre algo que eu entendo (pouco, porém mais do que algumas pessoas, pelo que vejo): internet.

(Ok, antes que comecem a me xingar aí, eu já digo de antemão que não, não é porque não estou querendo tirar o meu da reta pedindo para alguém responder em meu luar. Eu realmente não tenho a capacidade de explicar isso. Mas, só pra não reclamarem muito, aqui vai uma opinião meio determinística:

Você, eu, nossos avós, enfim, a maioria dos humanos vem programado de fábrica para atender ao chamado dos hormônios e se apaixonar por alguém do sexo oposto, aproximadamente da mesma faixa etária. Talvez, como em qualquer indústria, o cérebro humano venha com “defeitos” em alguns casos (uma analogia talvez imperfeita com o nosso DNA, se quiser saber de onde isso).

Acho que já deu pra ver onde vou chegar, né? E também que o argumento não pode ser tão válido assim, já que os homossexuais teriam algum “defeito” na mesma categoria. A não ser que você seja homofóbico, você já está querendo me socar agora. Ah, e se você é homofóbico, convido-o a fechar essa aba do seu navegador e ir para algum outro lugar.

Mas, voltando…

A melhor explicação que consigo dar não é válida. Então parem de encher o saco, peçam uma opinião pra quem entende e continuem lendo que vem coisa importante sobre um assunto que posso dizer que tenho um pouco de conhecimento.)

Pois bem, voltando ao que interessa.

Você por um acaso sabe como um site chega no seu PC/tablet/qualquer-coisa-assim? Pra resumir muito a história, é como enviar uma carta muito rápida e obter uma resposta igualmente rápida.

Acontece assim: quando você digita… vamos ver… “9gag.com” (porque o Google é clássico demais :P), o seu computador envia ao servidor desse site um aviso, algo como “ei, esse cara aqui tá querendo ver o site, responde pro endereço xxx.xxx.xxx.xxx” (onde cada “xxx” pode ser um número entre 0 e 254 (acho), se estivermos falando em IPv4). esse “endereço” é algo chamado IP, único para o seu computador/tablet/celular/etc. conectado à rede, e é o que te permite ver a página que você pediu pra ver.

Obviamente, ele é rastreável; ou seja, a empresa que te deixa acessar a internet sabe muito bem que site pornô você visita regularmente, e o que você está subindo no Mega.

OK, aqui no Brasil as coisas são um pouco mais lights do que lá fora, onde baixar CDs é um crime e você pode ser processado mesmo. (Convenhamos, isso é só jogada pra gravadoras não fecharem. Músicos ganham dinheiro fazendo shows.) Aqui o governo não fica olhando cada “carta” (vamos usar o termo “pacotes de dados”, que é mais correto, ok?), nem cada mensagem de celular pra saber dos podres de cada pessoa.

Talvez isso mude. Tem um projeto de lei rolando aí faz um tempo que quer deixar o Brasil igual à China nesse aspecto. Uma tal de Lei Azeredo.

Aliás, sabe como essas rebeliões contra governos ditatoriais são combinadas? Usando uma cebola.

Como se isso não fosse informativo o bastante, ainda acrescento: pare de ver esses slides que aquele seu tio do interior te manda toda semana. Ele pode estar te passando vírus sem saber (ou sabendo mesmo, dependendo do tio). Aliás, não só slides, mas todas essas coisas que você recebe por email. Se for algo de banco, ou do governo, exclua antes mesmo de terminar de ler o título da mensagem. Emails de pessoas desconhecidas nem se fala.

Ah, e essas correntes de emails, então? Eles falam que o google vai dar R$0.00000006 por cada email enviado, então eu estou ajudando os caras, né?

Por favor, use um pouco de bom senso. Se alguma empresa dessas quisesse ajudar mesmo (por qualquer que seja o motivo), eles iriam simplesmente jogar um cheque na mão das pessoas, e não pedir pra compartilhar emails pra 200 000 000 de pessoas. Além de encher a caixa de email dos seus amigos de spam (e acabar com qualquer amizade deles), é bem capaz disso estar espalhando vírus.

Agora você me diz que confia no seu anti-vírus, afinal, a Microsoft não quer que seu computador se infecte, e o Security Essentials/Avira/Norton/qualquer-outro detecta alguma coisa de vez em quando.

Pois é, ele tem que mostrar serviço, né? Afinal, se ele nunca achasse nada, pra que você pagaria por esse serviço? Além do que, para cada vírus que o <bote aqui o nome do seu anti-vírus> detecta, existem, pelo menos, uns duzentos que ele deixa passar; é só mudar o nome de uma variável dentro do código do vírus e pronto, uma variante que o sistema não consegue detectar.

É aquela história clássica: o melhor anti-vírus é o usuário. Ou então um Linux da vida. (Sendo que uns 5~6% da população internética mundial usa Linux, não é interessante, para um ataque em massa, desenvolver algo para esse sistema. Não estou falando de imunidade total, mas é uma precaução válida. Se quiser arriscar, instale o Ubuntu num pen-drive gigante (recomendo pelo menos 8GB) e seja feliz.)

Então, gente, a moral da história é: não existe, nem nunca existirá, privacidade na internet. Aproveite o que o mundo virtual tem de melhor, mas com consciência de que está sendo vigiado.

Ou passe a usar a rede TOR e navegar com seus incríveis 20kbps.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s