Então, decidi criar um blog…

Não que eu seja algum tipo de escritor amador famoso que todos querem ver publicado; na verdade, longe disso. Escrevo, é verdade, e gosto de fazê-lo tanto quanto gosto de conversar com outros autores ou ler seus trabalhos. É um pequeno sentimento de orgulho, do tipo: “existe alguém nesse país iletrado que escreve assim”. Pois convenhamos, o governo brasileiro não ajuda a incentivar a leitura nos forçando a ler “obras clássicas” para o vestibular; ao contrário, na verdade.

E não venham dizer que são livros bons, pois eu odiei ser obrigado a ler 99% deles (e não fui o único da minha turma); não nego que hoje gosto de Memórias Póstumas de Brás Cubas, ou Morte e Vida Severina, mas isso hoje, um pouco mais velho e com algo a mais na cabeça do que desenhos animados ou gibis. Na época, o que eu mais queria durante a aula era ir embora para casa, e isso porque eu gostava das aulas de redação e português. Vivemos em um país onde os errados são vistos como certos, e quem (como eu) tenta seguir a lei, é taxado de burro. Quantas vezes, por exemplo, já me falaram que era melhor comprar jogos piratas? Eu teria mais títulos disponíveis, por um preço unitário ridículo (se você não sabe, gira em torno de R$15,00 o jogo); sempre respondo a essas pessoas que elas estão estragando a indústria dos videogames, e não fazendo algo com que se orgulhar, mas poucos entendem.

Não vou ser hipócrita de dizer que nunca pirateei nada; acontece que agora tenho uma visão melhor do mercado capitalista, e sei que é errado e prejudicial, ainda que eu não lucre com isso.

Pois então. O pequeno orgulho que sinto não tem nada a ver com jogos, mas talvez um pouco com pirataria… enfim, isso não importa tanto. Tal sentimento vem do fato de ver alguém que, como eu, gosta de ler nesse país onde os governantes estão no poder graças à ignorância da população. Do fato de saber que, pouco a pouco, as pessoas estão ficando mais inteligentes e julgando melhor o mundo.

De fato, é algo inevitável, mas os políticos tentam degradar, pois é assim que podem continuar usurpando democraticamente o poder, engordando suas contas bancárias e rindo dos pobres cidadãos que vivem em seu país. Algo que não perceberam, contudo, é o simples fato do país não poder avançar sem uma educação melhor. Não foi uma só vez, por exemplo, que ouvi de um professor que falta engenheiro no país; ou quantas vezes não ouvi nos telejornais que a escola tal não tem professor para todas as matérias?

Eu sei que esse texto foi curtinho, mas espero ter aberto a mente de alguém. Quem sabe, você não está vendo isso em 2020 e decide tomar uma atitude? Eu estou fazendo a minha pequena parte, e só espero que outros façam a deles também, sem usar do “jeitinho brasileiro” para jogar os problemas para debaixo do tapete.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s